2007
DOI: 10.1590/s0102-01882007000100002
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: ABERTURA CIDADES VISÍVEIS, CIDADES SENSÍVEIS, CIDADES IMAGINÁRIASAs cidades fascinam. Realidade muito antiga, elas se encontram na origem daquilo que estabelecemos como os indícios do florescer de uma civilização: a agricultura, a roda, a escrita, os primeiros assentamentos urbanos. Nessa aurora do tempo, milênios atrás, elas lá estavam, demarcando um traçado, em formato quadrado ou circular; definindo um espaço construído e organizado, logo tornado icônico do urbano -torres, muralhas, edifícios públicos, praç… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1

Citation Types

0
3
0
48

Year Published

2014
2014
2017
2017

Publication Types

Select...
4

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 42 publications
references
References 0 publications
0
3
0
48
Order By: Relevance
“…Essa pedagogia do sensível é também imaginária, pois é construída pelo pensamento que identifica, classifica e qualifica o traçado, a forma, o volume, as práticas e os atores desse espaço urbano. (PESAVENTO, 2007).…”
Section: A Cidade Nós E Uma Pedagogiaunclassified
“…Essa pedagogia do sensível é também imaginária, pois é construída pelo pensamento que identifica, classifica e qualifica o traçado, a forma, o volume, as práticas e os atores desse espaço urbano. (PESAVENTO, 2007).…”
Section: A Cidade Nós E Uma Pedagogiaunclassified
“…Dessa forma, o lazer na cidade surge como instrumento de manifestação de identidades e subjetividades. Pesavento (2007) afirma que a cidade não flui de maneira isolada; ela se transforma, ao longo do tempo, por meio das relações de sociabilidade nela desenvolvidas por atores, personagens, grupos, classes, práticas de interação e de oposição, ritos e festas, comportamentos e hábitos. As cidades são, por excelência, um fenômeno cultural porque pressupõem a construção de significados, de ethos e de identidades, fenômenos que implicam a atribuição de valores para aquilo que se convencionou chamar de urbano.…”
Section: A Gestão Urbana E O Espaço Produzidounclassified
“…Goitacazes ultrapassa a condição de espaço sujeito a intervenções urbanas em nível de gestão e se estabelece como lugar, propício ao enraizamento de práticas e memórias de grupos sociais que dela se apropriam (PESAVENTO, 2007).…”
Section: A Gestão Urbana E O Espaço Produzidounclassified
“…Com efeito, em uma leitura que pressupõe a cidade como um campo simbólico de articulação de interesses políticos e econômicos (PESAVENTO, 2007), reconhece--se que o consumo tem importante papel na estruturação desses valores e comportamentos, uma vez que constrói identidades, regula relações sociais e define mapas culturais. Com efeito, como propõem Barbosa e Campbell (2006), consumo e cultura estão inter-relacionados, afinal, "todo o processo de seleção, escolha, aquisição, uso, fruição e descarte de um bem ou serviço, ou ainda de uma "identidade, como querem os pós-modernos, só ocorre e faz sentido dentro de um esquema cultural específico.…”
unclassified