2020
DOI: 10.5007/2175-7968.2020v40nespp87
View full text
|
|

Abstract: Nesse artigo, eu argumento que os documentários de Hannah Weyer, La boda (2000) e Escuela (2002), usam a metáfora da angústia adolescente para explorar como países receptivos tendem a igualar o processo bem sucedido de imigração com o de chegada à vida adulta. Com seu discreto trabalho de câmera, Weyer convida o espectador a tomar consciência do perturbador paralelismo entre a maioridade das irmãs Luis e o processo de assimilação imposto a elas, como segunda geração de imigrantes nos EUA. Percorrendo diferente… Show more

Help me understand this page

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

0
0
0
0
0

Citation Types

0
0
0

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals