2008
DOI: 10.1590/s0104-59702008000500006
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A presença feminina nos cursos universitários e nas pós-graduações: desconstruindo a idéia da universidade como espaço masculino

Abstract: A presença feminina nos cursos universitários e nas pós-graduações

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
3
0
70

Year Published

2016
2016
2024
2024

Publication Types

Select...
7
2
1

Relationship

0
10

Authors

Journals

citations
Cited by 67 publications
(68 citation statements)
references
References 1 publication
0
3
0
70
Order By: Relevance
“…Em nossa amostra obtivemos um maior percentual de mulheres (73,68%), o que é conexo com a proporção da presença feminina no curso de biologia no censo de 2000, em que encontra-se uma porcentagem de 76% (GUEDES, 2008). Devido a discrepância, não analisamos essa variável.…”
Section: Discussionunclassified
“…Em nossa amostra obtivemos um maior percentual de mulheres (73,68%), o que é conexo com a proporção da presença feminina no curso de biologia no censo de 2000, em que encontra-se uma porcentagem de 76% (GUEDES, 2008). Devido a discrepância, não analisamos essa variável.…”
Section: Discussionunclassified
“…Quanto à opção pelo futuro setor de trabalho (público, privado ou ambos), 11 alunos (57,9%) responderam que desejavam trabalhar em ambos os serviços, 4 (21,1%) somente no setor público e 2 (10,5%) no setor privado. Os resultados do perfil dos acadêmicos são similares a outros estudos (GUEDES, 2008;WERMELINGER et al, 2010;BARRETO, 2014) realizados com diferentes profissionais, demonstrando o interesse de mulheres jovens na formação superior em saúde. O contingente feminino tem-se tornado francamente majoritário na área da saúde, especificamente no período após os anos 70, quando essa participação passou a ser mais expressiva e progressivamente maior.…”
Section: Perfil Dos Acadêmicos Participantesunclassified
“…Ipea (2010); Instituto de Pesquisa e Tecnologia (2018); Bruschini (2000). O papel das mulheres, sempre relegado às atividades do lar ou restrito à formação nas áreas de ciências sociais, somente era ampliado caso sua força de trabalho fosse necessária devido a problemas estruturais enfrentados pela situação econômica de países desenvolvidos (Silva, 2012; Keller, 1985Keller, e 2006Guedes, 2008). Na década de 1970, estava em debate nos Estados Unidos o problema da baixa participação das mulheres nas áreas de Exatas, decorrente de inúmeros problemas em relação aos estudos.…”
unclassified