2008
DOI: 10.1590/s1806-11172008000100016
View full text | Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Apesar das dificuldades em abordar a natureza da ciência em sala de aula, há um entendimento geral da necessidade de incorporar nos currículos noções sobre como ocorre a construção do conhecimento científico. Conhecer a história do desenvolvimento e do processo de aceitação de teorias científicas pode ajudar os professores a incluir discussões sobre a natureza da ciência no ensino de ciências. Este trabalho apresenta uma análise da aceitação e propagação das teorias sobre luz e cores de Newton ao longo do sécu… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

0
0
0
11

Year Published

2013
2013
2018
2018

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 10 publications
(11 citation statements)
references
References 11 publications
(6 reference statements)
0
0
0
11
Order By: Relevance
“…A Filosofia e a História da Ciência têm tomado parte ativamente no debate para reformular o ensino de ciências, discutindo visões e concepções, propondo estratégias e abordagens, mas com um sucesso limitado. O uso de metodologias instrucionais explícitas para discutir a natureza da ciência vem sendo defendido na literatura sob o argumento de que: (i) elas favorecem a reflexão de professores e estudantes (BELL; LEDERMAN; ABD-EL- KHALICK, 1998;MORRISON;RAAB;INGRAM, 2009); (ii) permitem argumentar e envolver os estudantes na compreensão da origem e contextualização teórico-histórica das leis e teorias, incluindo o surgimento e a superação de controvérsias (MOREIRA, 2007;RENN, 2004;SILVA;MOURA, 2008;SOLOMON;DUVEEN;SCOT, 1992); (iii) possibilitam desmistificar a construção do conhecimento científico como um processo de buscas cegas (MELO;PEDUZZI, 2007), e (iv) auxiliam a perceber os conceitos físicos como "menos mágicos" e participantes do cotidiano (BRAKE;HOOK, 2007;ESPINOZA, 2005). Esses argumentos auxiliam a refletir sobre a relevância de intervenções pedagógicas contextualizadas, do ponto de vista epistemológico.…”
Section: Revisão Da Literaturaunclassified
“…), regida por regras, que possui um sistema político e econômico que influenciam a vida das pessoas, a ciência não pode ser considerada uma atividade neutra, uma vez que seus praticantes não o são. Esta categoria agrupa os artigos que afirmam esta característica de NdC, seja apresentando aspectos históricos e/ou filosóficos de seu desenvolvimento (GIL-PÉREZ et al, 2001;MASSONI;PRAIA et al, 2007;MOURA, 2008), seja mostrando suas similaridades com o senso comum (OGBORN, 2006), seja assumindo esta compreensão para construir suas análises e considerações a respeito da pesquisa que apresentam (DRIVER et al, 1999;GONÇALVES;MARQUES, 2006 …”
Section: V1 áRea 1 -Historiografia / História Da Ciênciaunclassified
“…Segundo Giardinetto (1990, p. 40) (PORLAN et. al;1998;HARRES, 1999;KOHNLEIN;PEDUZZI, 2002;MASSONI;MOREIRA 2007;MOURA, 2008) por meio de pesquisas na área de Ensino de Ciências e Matemática têm mostrado que estudantes, livros didáticos, meios de comunicação e a formação de professores apresentam uma visão de ciência empirista-indutivista que tenta ficar isenta das influências econômicas, políticas, sociais e culturais. Nesta perspectiva, o principal objetivo dos cientistas parece ser descobrir leis naturais e verdades constituídas de teorias absolutas, isoladas do contexto externo.…”
Section: As Categorias Da Pedagogia Histórico-crítica E a Prática Pedunclassified
“…De acordo com essa ideia, há abordagens com potencial para alcançar os objetivos estabelecidos, destacamos a contextualização histórica, a qual propõe a compreensão do processo de construção dos conceitos científicos por meio da inserção dos aspectos sócio históricos como uma alternativa didática, ou seja, propõe o estudo da Ciência enquanto construção humana envolta em processos permeados por avanços, erros e conflitos (MATTHEWS, 1995;ALLCHIN, 2012;OKI e MORADILLO, 2008;SILVA e MOURA, 2008;ANJOS e JUSTI, 2015). Neste sentido, alguns autores como Allchin (2004;2012) e Moura (2008) apontam que o entendimento de episódios históricos no âmbito da ciência podem fornecer subsídios para discussões sobre a Natureza da Ciência em sala de aula, a medida em que proporciona uma visão mais dinâmica e detalhista sobre a atividade científica. Matthews (1995) apresenta a Abordagem Contextual (AC), uma tendência voltada a contribuir com a educação científica unindo essa a História e Filosofia da Ciência (HFC) e considerando os elementos constitutivos da dinâmica social e cultural do fazer científico, os quais são característicos de cada contexto estudado, como as questões de ordem, política, econômica e ética que muitas vezes são inerentes à prática.…”
Section: Introductionunclassified
“…Estudiosos vêm se empenhando em elaborar e avaliar esse tipo de proposta (TEIXEIRA; EL-HANI; FREIRE JR, 2001;LEDERMAN, 2007;MCCOMAS, 2008;MOURA, 2008;FORATO, 2009;MELLO;FIUZA;OLIVEIRA;GUER-RA, 2013).…”
Section: Introductionunclassified