2010
DOI: 10.1590/s1981-77462010000100004
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A inserção dos trabalhadores mais escolarizados no mercado de trabalho brasileiro: uma análise de gênero

Abstract: O presente artigo analisa, desde a perspectiva de gênero, o tipo de inserção laboral da população de nível universitário nos últimos trinta anos no século XX. Para tanto, em um primeiro momento traça as mudanças mais amplas assistidas no mundo do trabalho neste período a partir de um diálogo com a literatura de referência. Em seguida, a partir da base de dados dos censos demográficos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 1970 e 2000, compara distintos padrões e tendências de algumas variáveis r… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

0
3
0
5

Year Published

2017
2017
2021
2021

Publication Types

Select...
4
2

Relationship

0
6

Authors

Journals

citations
Cited by 8 publications
(8 citation statements)
references
References 2 publications
(1 reference statement)
0
3
0
5
Order By: Relevance
“…In many undergraduate courses in health, including Pharmacy courses, women already occupy more than half of the openings. Among the high school level professionals, the feminization tendency seems stronger, representing 86.9% of technicians and nursing assistants 7 , 12 .…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
See 1 more Smart Citation
“…In many undergraduate courses in health, including Pharmacy courses, women already occupy more than half of the openings. Among the high school level professionals, the feminization tendency seems stronger, representing 86.9% of technicians and nursing assistants 7 , 12 .…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
“…For some authors, the intensification of women participation in the market is also because they are a cheaper workforce and accept to work in precarious conditions. In this context, the literature highlights the polarization of Brazilian female workers, in which, in one side, there are women with higher education and relatively high salaries considering the female workers group, and, on the other side, there are women with low qualification, low salaries, and lesser social recognition 7 .…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
“…Além disso, é nesse mesmo nível onde as mulheres têm maior participação, que se observam as maiores diferenças de rendimento entre os sexos (LEONE, BALTAR, 2006). Estudo mais recente mostrou que na população com nível universitário, as diferenças salariais entre homens e mulheres jovens eram mais reduzidas, ganhando relevância à medida que os trabalhadores envelheciam e tinham uma progressão na profissão (GUEDES, 2010).…”
Section: A Educação Das Mulheres E Sua Participação Na Atividade Econômicaunclassified
“…O ingresso das mulheres em atividades remuneradas já era expressivo no século XIX Contribuindo com essa discussão, a partir de um olhar dos estudos de gênero na Sociologia, Guedes (2010), em seu trabalho "A inserção dos trabalhadores mais escolarizados no mercado de trabalho brasileiro: uma análise de gênero", desenvolve um histórico do ingresso das mulheres no mercado de trabalho entre 1970 e 2000: novamente a desigualdade salarial é apontada, em detrimento da igualdade de escolarização entre homens e mulheres.…”
Section: A Discriminação Da Mulher No Trabalhounclassified
“…Uma discussão recorrente e que contribui para a constatação do impacto do gênero nas relações de trabalho é a pouca participação feminina nos comitês executivos das organizações, impedindo assim maior representatividade nas decisões de governança. Guedes (2010) tarefas predominantemente manuais; séries mais longas; exigência maior de rapidez; atividades mais sedentárias; poucas responsabilidades; perspectivas de promoção inferiores ou nulas; predominância das remunerações por produção; de preferência, trabalho na linha de produção; diferenciação nos horários de trabalho; ambiente físico menos ruim; e disciplina do trabalho mais rigorosa (as mulheres parecem ser controladas de uma maneira mais estrita que os homens) (apud Kanan, 2010, p. 250).…”
Section: A Discriminação Da Mulher No Trabalhounclassified