2015
DOI: 10.1590/1982-25542015203
View full text
|
|
Share

Abstract: Resumo: Em Signos, Máquinas, Subjetividades, Maurizio Lazzarato busca um novo entendimento do funcionamento do capitalismo e da crise pela qual este passa, acusando a maioria dos autores da teoria crítica contemporânea que se dedicaram ao tema de reféns de uma visão "logocêntrica". O autor recupera ideias de Guattari para explicar o capitalismo neoliberal, com base em processos de subjetivação que se dão no cruzamento de processos de sujeição social e servidão maquínica, concluindo que a crise atual é, portan…

Expand abstract