volume 4, issue 2, P337-354 2006
DOI: 10.1590/s1981-77462006000200007
View full text
|
|
Share

Abstract: O artigo apresenta um projeto de pesquisa que problematiza a formação de graduandos na área de saúde mental, especialmente os de enfermagem. Reconhecemos que é necessário aprofundar estudos junto às novas tendências pedagógicas, visando a romper com o modelo tradicional de educação que privilegia a transferência de conhecimento como um fim em si mesmo, a pouca flexibilidade dos currículos e a rigidez dos papéis do professor e do aluno, fatores que impedem a formação crítico-reflexiva dos profissionais. Diante …

Expand abstract