volume 17, issue 1, P13-34 2015
DOI: 10.1590/s1517-106x2015000100002
View full text
|
|
Share

Abstract: ResumoQuais são as dificuldades de um trabalho de edição dos Seminários de um filósofo como Jacques Derrida? Quais são os riscos com os quais é necessário se defrontar? Na busca de responder a questões como essas, tratando especificamente da publicação dos dois volumes do Séminaire La bête et le souverain, o presente ensaio desenvolve uma reflexão percuciente acerca do arquivo, do luto, da herança e, ainda, sobre a improvisação, a figura do leitor, a partir do modo como se colocam na obra de Derrida. Durante …

Expand abstract