volume 6, issue 2, P251-278 2004
DOI: 10.1590/s1517-106x2004000200007
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Logo em suas linhas iniciais, o livro La Beauté sur la terre, de C.-F. Ramuz, publicado em 1927, apresenta-se como um romance sobre a alteridade: Juliette, personagem principal, é uma jovem cubana, filha de pai suíço e mãe espanhola. Órfã, viu-se levada, de súbito, a um vilarejo às margens do lago Genebra, ambiente que lhe era estranho, e para o qual ela não era menos estrangeira. E essa estranheza, antes até de a moça deixar sua terra natal, mostra-se problemática, o que as reflexões de seu tio Milliquet -pr…

Expand abstract