volume 19, issue 3, P605-636 2016
DOI: 10.1590/s1516-14982016003012
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: resumo: Discute-se sobre os instrumentos teóricos que a psicanálise lacaniana oferece para pensar a atuação do psicanalista frente a situações de urgência e de emergência. Entre eles, a identificação, o manejo clínico de testemunho e de secretáriado e a função de objeto a no ato de analista. Cconsiderando, sobretudo, os últimos trabalhos de Lacan, em que este concebe o trauma como da ordem do Real, o trabalho volta-se mais para o ato do analista e a direção do tratamento, para o saber-fazer.