2011
DOI: 10.1590/s0104-83332011000100011
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: ResumoEste artigo é parte de uma pesquisa inspirada nos estudos de gênero que se aproximam das teorizações de Michel Foucault (1988). Nele discutimos um processo educativo contemporâneo que denominamos de "politização do feminino e da maternidade", um processo que, por extensão, inclui a "politização do corpo grávido". Para fazer essa discussão, examinamos a revista Pais & Filhos, de 1968 a 2004, utilizandonos das estratégias metodológicas da análise de discurso. Das análises que resultaram dessa investigaçã…

Expand abstract