2009
DOI: 10.1590/s0104-83332009000200009
View full text
|
|
Share

Abstract: Este trabalho tem como objetivo apresentar a possibilidade de uma revista, destinada ao público feminino, servir como "lugar de memória" (Pierre Nora). Para tanto, formou-se um grupo com três leitoras da revista Capricho (1950 a 1960), onde elas puderam folhear exemplares da revista da época citada. Esse método proporcionou vislumbrar uma forma de acesso, através das revistas, memórias e narrativas, a aspectos relacionados à história das mulheres e das relações de gênero. Nessa experiência, a publicidade ficou…

Expand abstract