volume 6, issue suppl, P901-917 2000
DOI: 10.1590/s0104-59702000000500008
View full text
|
|
Share

Abstract: Famoso e desempregado em 1904, Euclides da Cunha foi nomeado chefe da Comissão Brasileira de Reconhecimento do Alto Purus. Após percorrer uma parte da Amazônia, pretendia escrever um livro intitulado Um paraíso perdido. Através da análise dos "ensaios amazônicos", dos relatórios técnicos, da correspondência pessoal e das anotações de leituras, o que inclui uma caderneta ainda inédita, este artigo busca entender as mediações feitas por Euclides da Cunha, entre suas observações e a leitura intensa da produção de…

Expand abstract