volume 25, issue 1, P75-79 1995
DOI: 10.1590/s0103-84781995000100015
View full text
|
|
Share

Abstract: Doze cães, sem raça definida, foram submetidos à toracotomia lateral intercostal e divididos em dois grupos de diferentes tratamentos pós-operatórios, sendo que seis animais receberam oxigenoterapia por cateterização nasal e os demais não receberam este tratamento. Os animais de ambos os grupos estiveram sob cuidados intensivos em sala de recuperação por quatro horas de período pós-operatório, quando foram monitorados o volume corrente pulmonar, a gasometria arterial, o tempo de reperfusão capilar, a coloração…

Expand abstract