volume 20, issue 50, P319-330 2007
DOI: 10.1590/s0103-49792007000200009
View full text
|
|
Share

Abstract: O texto trata do processamento da morte na sociedade moderna; objetiva problematizar as estratégias psicossociais empregadas na sociedade moderna para conviver com a morte. Argumenta-se que a forma como a morte é processada socialmente na sociedade moderna é uma conseqüência de como nos relacionamos com a vida. Partindo do exame das contribuições de Philippe Ariès e Norbert Elias e nos conceitos de individualização formulado por Ulrich Beck e segregação da experiência proposto por Anthony Giddens, procuramos d…

Expand abstract