1999
DOI: 10.1590/s0102-69091999000300001
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Sokal e Bricmont, em debates recentes conhecidos como as "guerras da cultura", criticaram o que chamaram de "fraude intelectual" promovida por cientistas sociais, filósofos e críticos literários que se referem a temas científicos para defender posições relativistas. Um exemplo paradigmático de "fraude intelectual" seria a afirmação de que o número π é uma construção social. A partir da discussão desse exemplo, defendo um ponto de vista alternativo baseado no que chamo de versão moderada do relativismo. Essa v…

Expand abstract