volume 32, issue 114, P87-102 2011
DOI: 10.1590/s0101-73302011000100006
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: O artigo resgata dimensões das práticas culturais e pedagógicas anarquistas que foram referência para a experiência brasileira das Escolas Modernas, no início do século XX (1912). Baseando-se em pesquisas bibliográficas realizadas por inúmeros estudiosos no Brasil e na Espanha, o presente ensaio procura mostrar a inseparabilidade cultura-educação nas concepções e nas práticas anarquistas. Tal especificidade do movimento ácrata configura sua visão educacional, na escola ou fora dela, como campo de apropriação d…

Expand abstract