volume 28, issue 99, P542-557 2007
DOI: 10.1590/s0101-73302007000200013
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Este texto objetiva apresentar uma leitura histórica do documento intitulado Manifesto dos Educadores - 1959, sob a ótica de um contexto tomado como síntese de tensões e com um potencial qualitativo de superação das contradições do então denominado modelo nacional-desenvolvimentista, com base na industrialização, referente ao período de 1930 a 1964. A maior incidência da análise recai sobre os anos de 1950. Espera-se, como resultado, ter alcançado um melhor discernimento histórico do processo de mudança ou do …

Expand abstract