volume 25, issue 86, P17-36 2004
DOI: 10.1590/s0101-73302004000100003
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: O leitor porque leitor conhece escola. Convido-o, portanto, para que, na imaginação, comigo, entre em qualquer uma delas: ande pelos corredores, de chão muito pouco usado, a não ser por pés; de paredes vazias (às vezes aqui e ali com um mural ou um cartaz); de teto do qual pendem ou no qual estão presas, muito solitárias -freqüentemente queimadas -, uma e outra lâmpada. Em um espaço de leitura e escrita e de construção 3 do saber, não causam estranheza metros e metros quadrados sem "letra"? No entanto, nesses …

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0
3

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals