volume 56, issue 3B, P553-558 1998
DOI: 10.1590/s0004-282x1998000400006
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: RESUMO -O estudo das cefaléias crônicas infantis, principalmente o da enxaqueca, vem recebendo muitas atenções nestes últimos anos. As publicações reconhecem sua importância epidemiológica e são unânimes em afirmar que os diagnósticos realizados não correspondem a realidade clínica. Citam que uma das dificuldades que justifica esta divergência seria a inadequação à criança dos critérios diagnósticos existentes. O presente estudo analisa um grupo de pacientes pediátricos que se queixava de dor de cabeça e obte…

Expand abstract