volume 28, issue 3, P285-291 1970
DOI: 10.1590/s0004-282x1970000300008
View full text
|
|
Share

Abstract: A investigação dos espaços subaracnóideos, iniciada como meio de visibilização direta do canal raqueano, começou há mais de 45 anos, através de investigação radiológica. Coube a Bauer e Yuhl 1 , em 1953, realizarem a primeira cintilografia raqueana. Depois, numerosos autores ressaltaram a oportunidade de empregar indicadores radioativos pela via ventricular, cisternal ou lombar, com o fito de colher informações relativas à dinâmica liquórica, à detecção de fístulas, na investigação de hidrocefalias, tanto com…

Expand abstract